Mirtilo reduz a Pressão Alta comparável a medicação

Mirtilo reduz a Pressão Alta comparável a medicação

Consumir o equivalente a 100 gramas de mirtilo por quatro semanas, duas vezes ao dia, está associado à redução da pressão arterial (PA) sistólica equivalente ao efeito dos medicamentos anti-hipertensivos, sugere uma nova pesquisa.

Os pesquisadores acreditam que as antocianinas, compostos com efeitos antioxidantes, e os pigmentos que dão cor às plantas vermelhas, roxas e azuis, são responsáveis por esse efeito benéfico no sistema vascular, melhorando a função endotelial em apenas duas semanas.

“Nossa pesquisa é o primeiro estudo que associa diretamente o consumo da antocianina do mirtilo e metabólitos circulantes de antocianina à melhoras na função vascular em uma população saudável”, disse ao Medscape a primeira pesquisadora do estudo, Dra. Ana Rodriguez-Mateos, do Departamento de Ciências Nutricionais da School of Life Course Sciences, do King’s College London, Reino Unido.

“No entanto, ensaios clínicos de longo prazo em populações maiores são necessários para confirmar se nossos resultados serão reproduzidos no público em geral”, acrescentou ela.

A pesquisa, que foi uma combinação de quatro estudos menores em homens e um estudo em animais, foi publicada on-line em 16 de fevereiro no periódico The Journals of Gerontology: Series A.

Polifenóis e mirtilo

Intervenções nutricionais são abordagens promissoras para retardar o envelhecimento cardiovascular, então, é importante entender como certas frutas e vegetais melhoram a saúde vascular, observaram os pesquisadores.

Eles avaliaram como compostos bioativos do mirtilo funcionaram em voluntários saudáveis.

O mirtilo contêm vários polifenóis, incluindo antocianinas, que o presente estudo identificou como o componente mais importante da fruta para benefícios da saúde cardiovascular.

Embora a maioria dos estudos anteriores tenha focado nos benefícios cognitivos do mirtilo, mais recentemente a fruta rica em vitaminas, antioxidantes e fibras também demonstrou melhoras na função cardiovascular.

Além disso, um menor risco de infarto do miocárdio foi associado à alta ingestão de mirtilo e morangos no estudo recente Nurses Health Study.

No entanto, esses estudos mostraram apenas associações, observaram os pesquisadores. Eles decidiram fortalecer as evidências através de uma série de estudos com o objetivo de demonstrar a causalidade entre a ingestão de antocianina de mirtilo e os benefícios cardiovasculares.

Cinco novos estudos

Os pesquisadores selecionaram aleatoriamente 20 homens saudáveis para tomar uma bebida de 11 g de mirtilo silvestre liofilizado em pó duas vezes ao dia e 20 outros participantes para tomar uma bebida controle, também em pó e com a mesma cor e sabor. O desfecho primário foi qualquer melhora em relação ao início do estudo na dilatação mediada por fluxo (DMF), uma medida da função endotelial, com 28 dias.

Leia mais em: https://portugues.medscape.com/verartigo/6503364

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.